Pular para o conteúdo

Programa da Disciplina

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

CENTRO DE EDUCAÇÃO

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

LINHA DE PESQUISA: PRÁTICAS EDUCATIVAS E POLÍTICAS PÚBLICAS- LP2

ÁREA: Educação HORÁRIO: Terça-feira: 08h as 12h

CURSO: Mestrado em educação

SALA: 3272

PASTA: 13

PLANO DE ENSINO

1) Identificação

Disciplina

DIÁLOGOS ENTRE JEAN PIAGET E PAULO FREIRE

Código

PPE1075

Carga horária total

60

Semestre letivo

2/2009

Professor (a)

Rosane Carneiro Sarturi

2) Ementa

O conceito de autonomia em Jean Piaget e Paulo Freire. Epistemologia em Jean Piaget e Paulo Freire. O homem como um ser de relações.

3) Objetivo(s) da disciplina

Estabelecer o diálogo entre Jean Piaget e Paulo Freire tomando como referência o contexto social, político e cultural das práticas escolares, proporcionando aos acadêmicos fundamentos teóricos capazes de promover a construção de uma postura pedagógica condizente com o processo de construção do conhecimento permeado pela tomada de consciência profissional.

4) Conteúdo programático

Unidade 1: O conceito de autonomia em Jean Piaget e Paulo Freire

    1. O conceito de autonomia em Jean Piaget.

1.2 O conceito de autonomia em Paulo Freire

1.3 Dialogando com Jean Piaget e Paulo Freire.

Unidade 2: Epistemologia em Jean Piaget e Paulo Freire.

    1. A epistemologia genética e a as práticas escolares.

2.2 Ensinar não é transmitir conhecimento

2.3 Diálogos entre Jean Piaget e Paulo Freire

Unidade 3: O homem como um ser de relações

3.1 Aprendendo com o cotidiano

3.2 O professor como sujeito de sua prática

3.3. Escola e sociedade como espaços de construção de saberes.

5) Caracterização geral da metodologia de ensino

A metodologia de ensino está pautada na busca da participação efetiva dos alunos no desenvolvimento da disciplina, a partir de exposições, diálogos, debates, trabalhos em grupo e análise de textos acadêmicos. As aulas utilizarão como recursos: projetor de multimídia, retro-projetor, Quadro e pincéis. As fontes de informações para análise e discussão serão provenientes de livros, documentos legais, projetos, dissertações, teses, filmes, textos, jornais, meios de comunicação e conhecimentos oriundos da experiência pessoal dos componentes dos grupos: alunos, alunas e professora.

6) Cronograma de desenvolvimento

Data

Conteúdo/Atividade docente e/ou discente

01/09

(4h)

Conteúdo: Apresentação do programa da disciplina e das fontes de referência

Atividade: Explanação dialogada a cerca do programa e apresentação das professoras, dos alunos e alunas, proposta de trabalho para os próximos encontros.

Resgate dos conceitos de: autonomia; heteronomia; epistemologia; interação.com o objetivo de propor o aprofundamento destes conceitos ao longo do desenvolvimento da disciplina.

08/09

15/09

22/09

29/09

06/10

13/10

(24h)

(Leituras realizadas não presenciais)

Conteúdo:

Unidade 1: O conceito de autonomia em Jean Piaget e Paulo Freire

    1. O conceito de autonomia em Jean Piaget.

1.2 O conceito de autonomia em Paulo Freire

1.3 Dialogando com Jean Piaget e Paulo Freire.

Fonte de referência: BECKER, Fernando. Educação e construção do conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 2001.

DOLLE, Jean-Marie. Para compreender Jean Piaget. Tradução por Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Guanabara, 2001.

FREIRE, Paulo; SHOR, Ira. Medo e Ousadia.

______. Pedagogia da autonomia. 13. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

PIAGET, Jean. O juízo moral na criança. São Paulo: Summus, 1994.

Atividade: A partir das leituras dos textos promover a reflexão acerca da importância das congruências entre os estudos realizados por Jean Piaget e Paulo Freire, com o objetivo de construir um mapa conceitual dos principais conceitos abordados pelos dois autores..

20/10

27/10

(EDUCERE)

03/11

(UFRGS)

10/11

(16h)

Unidade 2: Epistemologia em Jean Piaget e Paulo Freire.

    1. A epistemologia genética e a as práticas escolares.

2.2 Ensinar não é transmitir conhecimento

2.3 Diálogos entre Jean Piaget e Paulo Freire

Fonte de referência: BECKER, Fernando. Da ação à operação: o caminho da aprendizagem em Jean Piaget e Paulo Freire. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A Editora e Palmarinca, 1997

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. 13. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

PIAGET, Jean. Seis estudos de psicologia. Tradução por Maria Alice Magalhães D’Amorim e Paulo Sérgio Lima Silva. 24. Ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003.

­­­­Atividade: A partir das leituras dos textos acadêmicos os alunos realizarão a discussão acerca dos pressupostos epistemológicos que dão sustentabilidade aos estudos de Jean Piaget e Paulo Freire, buscando os pontos de convergência entre ambos.

17/11

24/11

01/12

08/12

(16h)

Conteúdo:

Unidade 3: O homem como um ser de relações

3.1 Aprendendo com o cotidiano

3.2 O professor como sujeito de sua prática

3.3. Escola e sociedade como espaços de construção de saberes.

Fonte de referência: FREIRE, Paulo. Educação e Mudança. Tradução por Moacir Gadotti. 23. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra,1999.

PIAGET, Jean. Abstração reflexionante: relações lógico-aritméticas e ordem das relações espaciais. Tradução por Fernando Becker e Petronilha B. G. Da Silva. Porto Alegre: Artmed, 1995.

RANGEL. Anna Maria. Construtivismo: apontando falsas verdades. Porto Alegre: Mediação, 2002.

Atividade: A partir das discussões realizadas os acadêmicos deverão destacar as contribuições que as discussões teóricas trouxeram para a sua proposta de trabalho como docentes, socializando-as com o grupo.

15/12

(4h)

AVALIAÇÃO DA DISCIPLINA

Atividade: Nesta oportunidade as professoras e alunos realizarão uma avaliação do trabalho efetivado ao longo da disciplina destacando os pontos positivos e negativos encontrados no processo a fim de organizar a disciplina.

7) Modalidades e critérios de avaliação da aprendizagem

A avaliação da aprendizagem adota uma postura fundamentada na epistemologia construtivista do conhecimento, buscando construir no decorrer da disciplina os conceitos críticos diante dos temas abordados, para tanto são considerados como critérios de avaliação: a participação, o compromisso e a coerência manifestada por parte de alunos, alunas e professores, tomando como fonte de informação as participações realizadas em sala de aula e os trabalhos apresentados, nas quais, a coerência dos textos produzidos demonstrará o nível da aprendizagem construída.

8) Bibliografia

8.1) Bibliografia básica

BECKER, Fernando. Da ação à operação: o caminho da aprendizagem em Jean Piaget e Paulo Freire. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A Editora e Palmarinca, 1997.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: Um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

______. Pedagogia da autonomia. 13. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

______. A educação na cidade. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

PIAGET, Jean. O juízo moral na criança. São Paulo: Summus, 1994.

______. Abstração reflexionante: relações lógico-aritméticas e ordem das relações espaciais. Tradução por Fernando Becker e Petronilha B. G. Da Silva. Porto Alegre: Artmed, 1995.

______. Seis estudos de psicologia. Tradução por Maria Alice Magalhães D’Amorim e Paulo Sérgio Lima Silva. 24. Ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003.

8.2) Bibliografia complementar

BECKER, Fernando. Educação e construção do conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 2001.

______. Epistemologia do Professor: o cotidiano da Escola. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1998.

DOLLE, Jean-Marie. Para compreender Jean Piaget. Tradução por Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Guanabara, 2001.

FREIRE, Paulo. Cartas a Cristina. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994.

______. Professora sim, tia não: cartas a quem ousa ensinar. 9. ed. São Paulo: Olho d’Água, 1998.

______. Educação como prática de liberdade. 23. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

______. Educação e Mudança. Tradução por Moacir Gadotti. 23. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra,1999.

______. Pedagogia do Oprimido. 27. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

______. Pedagogia da Indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: UNESP(FEU), 2000.

______. Â sombra desta mangueira. 3. ed. São Paulo: Olho d’Água, 2000c.

______; SHOR, Ira. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. 8. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

______. A importância do ato de ler: em três artigos que se complementam. 41. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

______. Política e educação: ensaios. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001b.

FREIRE, Paulo, Ana Maria Araújo (Org.). Pedagogia dos sonhos possíveis. São Paulo: UNESP(FEU), 2001.

PIAGET, Jean. A construção do real na criança. Tradução por Álvaro Cabral. 2. Ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

RANGEL. Anna Maria. Construtivismo: apontando falsas verdades. Porto Alegre: Mediação, 2002.

One Comment leave one →

Trackbacks

  1. Bem-Vindos «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: